86% das mães e pais de alunos não deixariam filhos retornarem as aulas

18851

Mediante enquete realizada pelo De Olho Em Gravatá, em parceria com o Educação PE, ficou claro que 86% das mães e pais de alunos, seja da rede pública, estadual ou privada, não deixariam seus filhos retornarem as salas de aulas, caso as aulas retornassem hoje.

Apenas 14% dos responsáveis pelos alunos confiariam em deixar seus filhos retornarem. Isso se dá devido a pandemia do coronavírus, que assola o mundo.

Em diversas cidades do estado de Pernambuco, escolas privadas, (aquelas particulares), já fecharam as portas, pois vários pais e mães de alunos cancelaram as mensalidades deste ano. A grande maioria das unidades pagam aluguel, funcionários e serviços essenciais como água e energia, o corte das mensalidades deixaram as unidades sem escolha.

Outras unidades escolares se adequaram a situação e disponibilizaram aulas por videoconferência ou gravadas para seus alunos, a exemplo da prefeitura de Gravatá, onde sua Secretaria de Educação, administrada por Iris Dias, vem disponibilizando aulas de forma gratuita e online para todos, independente se o aluno estuda em uma escola particular, estadual ou privada, através do programa Educação Conectada com o Aluno.